Seis anos

photophoto
O meu segundo bebé faz hoje seis anos e eu acabei de queimar o bolo que ia agora levar à escola. Restam as velas e os enfeites (feitos com seis palitos e bocadinhos destes papéis).
Aos seis anos já se escreve ditongos que se penduram na parede porque escrever é bom e usar fita-cola é melhor ainda.
E agora vou comprar um bolo porque já não tenho tempo para fazer outro.
Parabéns, minha linda Rosa.

O que mudou II

photo
Elas mudaram de escola. E foi também por isso que mudámos de casa. Para ficarmos perto de boas escolas.
Pela primeira vez tenho filhas em escolas públicas. E ao fim de vários anos volto a ter filhas em escolas portuguesas.
Sou totalmente a favor da ideia de escola pública, devo dizer desde já. Aliás sempre achei que era aí que iriam estudar as crianças que eu viesse a ter. E, no entanto, neste momento elas só não continuaram a estudar na escola em que estavam — privada e estrangeira — porque eu não tenho forma de a continuar a pagar.
Porque eu gosto da escola pública se ela for boa. E tenho algumas dúvidas sobre se neste momento assim será.
Elas adaptaram-se à mudança num instante. Eu ainda estou a trabalhar nisso.

Prendas

photo
Gosto de fazer as prendas para elas oferecerem nas festas de anos para que são convidadas. É mais uma oportunidade de testar as trezentas ideias por minuto que me passam pela cabeça e também uma boa maneira (espero eu) de ensinar às crianças que nem tudo tem de ser comprado.

De novo

 
photo 
1. No início do ano comecei um projecto que só acabará no final de Dezembro.
52 semanas = 52 cartas para a minha sobrinha Maria que está a viver em Berlim.
2. Uma ideia para os Domingos: aproveitar as manhãs, em que as entradas são gratuitas, para ir visitar os Museus de Lisboa. Começámos pelo MNAA, com o seu belíssimo jardim virado para o Tejo.
3. Espalhar estrelinhas ou como transformar umas camisolas quentinhas mas sem grande graça em roupa apetecível para as crianças cá de casa.
4. Novas alcofas para novos bebés.