Vermelho, presunção e água benta…

Quando eu era pequena tinha, na minha cabeça, cores associadas a quase tudo. A cada dia da semana correspondia uma cor, cada nome de pessoa era de uma cor diferente. Não sei se isto era um presságio da profissão que viria a ter – as cores são uma das matérias-primas com que trabalho. Mas sei que há alturas em que uma cor se torna um tema. Presente em tudo o que vejo. Agora tem sido o vermelho.

– – –

A minha irmã diz que eu estou muito diferente porque digo vermelho em vez de encarnado e sanita em vez de retrete. Eu, que nunca tinha notado que dizia de uma maneira ou de outra, adoro que ela repare nestas coisas. E passo a rir-me sozinha cada vez que uso estas palavras.

– – –

As máximas de Miguel Sousa Tavares sobre os perigos dos blogs estão na mesma onda arrogante e presunçosa de outras que já lhe ouvi e li sobre vários temas. Assim de repente lembro-me de ler numa crónica sua que devia ser proibido levar crianças a restaurantes.

2 thoughts on “Vermelho, presunção e água benta…

  1. Miguel Sousa Tavares na TVI chegou a dizer a propósito da Lei do tabaco : “o fumo nos restaurantes, que o Governo quer limitar, incomoda muitíssimo menos do que o barulho das crianças!”

    este homem é genial!!! :(

  2. Que giro, para mim as vogais têm cores! Devo-as ter pintado na primária e assim ficou: “a” é encarnado (!), “e” é cor-de-laranja, “i” é amarelo, “o” é azul” e “u” preto. O teu nome é amarelo e cor-de-laranja! Sabes que há pessoas que associam nomes de pessoas a sabores? O cérebro é muito engraçado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s