Dez meses

dez meses by you.

De uma só vez apareceram os primeiros dois dentes. Foi pela terceira vez cortar o cabelo no cabeleireiro. Ri às gargalhadas das palhaçadas da irmã. Adora o comando da televisão e teclas em geral. Está há dois dias a adaptar-se aos bocadinhos à creche. E eu também.

5 thoughts on “Dez meses

  1. Todos temos opiniões diferentes e a minha vale o que vale: não gosto de creches e aconselho a quem puder que arranje outra alternativa.

    O meu menino esteve três meses na melhor creche da cidade onde vivo e nenhum de nós ficou contente. Na creche onde esteve o racio educadoras/auxiliares e bebés não ultrapassava as 3,5 e o espaço era lindo, no entanto nenhum de nós ficou contente. 11 bebés a precisar de dormir ao mesmo tempo, 11 bebés com fome ao mesmo tempo, 11 bebés a chorar ao mesmo tempo.

    Na creche os horários são para se cumprir e um bebé não tem horários. Tenho a certeza que o nosso nunca dormiu o suficiente e tenho também a certeza que acordar um bebé duas a três vezes por dia é horrível.

    Nas creches há muitos meninos e os meninos contipam-se muito. O nosso esteve quase sempre constipado, ou com gripe, ou com otite. Muitas febres. Muitas noites mal dormidas.

    No infantário as educadores/auxiliares nunca tinham muito tempo para conversar, havia sempre um menino a chorar nas salas lá dentro. E os meninos na creche choram sempre muito alto. Um dia quando cheguei era o meu, num choro descontrolado, disseram que não gostava de mudar a fralda.

    Na creche sempre me disseram que ele era muito “querido”. São todos, não é verdade? Mas nunca me disseram nada em concreto sobre ele. Era apenas um no meio de 11. Chorava, dormia e comia como todos. Nunca o conheceram, nunca tiveram tempo.

    Na creche todos os meninos ouvem as mesmas músicas, jogam os mesmo jogos e aprendem as mesmas gracinhas. As musicas eram horríveis. A educadora falava axim. A directora achava que os meninos não se podiam habituar ao colo. Depressa percebi que o pessoal qualificado pouco percebia de educação. E esta era a melhor creche numa cidade com poucas opções. Bem sei que as creches não serão todas iguais, mas alguns dos problemas existirão em todas.

    Houve um dia em que tive mesmo que escolher e escolhi uma ama. Não a conhecia pessoalmente mas foi recomendada. É sempre um risco, uma ama está sozinha, não é controlada por ninguém. Mas agora estamos todos contentes. O meu menino adora a ama e ela também. Temos tempo para conversar e saber como correu o dia. Tive a sorte de encontrar uma ama que tem muita experiência, segue as mesma linhas orientadoras que eu relativamente à educação e dá-lhe a atenção e amor que ele precisa. Os horários são os dele, as musicas são as dele e as brincadeiras são as deles. Ainda tem a sorte de ter um amiguinho mais velho que o ensina a ser “grande”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s