Less is more

cucu! by you.

Tenho um fogão de casa de bonecas que adoro porque é muito bonito e chega muito bem. Deixei de ter máquina de lavar loiça, coisa que pensei que me iria custar muito mas que não me tem custado quase nada. Não tenho forno, aspirador e, a coisa que mais espanta toda a gente, não tenho máquina de lavar roupa. 

E, no entanto, o que sinto quando penso nos últimos três meses sem toda esta parafernália de electrodomésticos é que tenho mais espaço e menos tralha para gerir.

14 thoughts on “Less is more

  1. Que coragem! Quem me dera… deve-se muitas satisfações a toda a gente quando não se vive sozinha… É aliás a unica coisa que lamento da bonita vida familiar que tenho.
    parabéns! é assim mesmo. REDUZIR. O meu R preferido.

  2. Estou em maturação de ideias para deixar o micro-ondas. Não é saudável, não favorece os sabores da comida e chega a destruir a comida em si já para n falar de radiações emitidas e alterações de energia da comida..
    Não sei como consegues mas aplaudo a façanha da maquina da roupa. Por favor satisfaz a curiosidade do povo e diz-nos como fazes para lavar a roupa??

  3. Máquina de loiça tenho à cerca de 3 anos. Não era nenhum drama quando não a tinha, mas acho sinceramente que ganhei em qualidade de vida e tempo para outras coisas – somos uma família de 6 pessoas e fazemos as refeições todas em casa. Apesar de sermos apologistas do lema “cada um lava o que suja”, havia sempre muita loiça para lavar…
    Quanto à máquina da roupa, fico sinceramente curiosa! Não me imagino a viver sem ela, seja comunitária, seja da lavandaria à americana. Como é que fazes?!

  4. dizer que não sobrevivia sem máquina de lavar roupa roça o exagero, mas que me é mais prático tê-la é. no entanto resolvi abdicar da máquina de lavar loiça, e a verdade é que não custa (quase) nada. adorei esse fogão!

  5. Nos Açores vivi uns meses sem máquina da roupa e foi um tormento: lavar lençóis na banheira dava uma trabalheira danada e espremê-los deixava-me as mãos magoadas por umas boas horas. Ficava sempre com a ideia que nunca ficavam perfeitamente lavados, as costas doíam-me do esforço, demorava um tempão a fazer tudo, a secagem demorava mais e tinha que limpar o chão da água que escorria de vez em quando, era um esforço grande, sou uma fraca… :-) Na segunda casa onde vivi aqui a máquina da roupa era do prédio e tínhamos que partilhar com outra pessoa. Confesso que um dia em que ia pôr roupa a lavar e ela me perguntou se podia pôr a roupa dela com a minha, as minha manias portuguesas (ou quaisquer que sejam) vieram ao de cima, aquilo fez-me confusão, deve ser preconceito. Não queria a minha roupa interior a ser lavada com a dela. Não descansei senão na terceira casa, onde tínhamos máquina da roupa para nós. Nessa não tínhamos forno nem micro-ondas e sobrevivi. O forno fez falta. Agora tenho máquina da roupa e forno com micro-ondas. Percebo que seja uma ideia pouco consumista e aplaudo a tua iniciativa, mas explica, como fazes com a roupa?

  6. Nos Açores vivi uns meses sem máquina da roupa e foi um tormento: lavar lençóis na banheira dava uma trabalheira danada e espremê-los deixava-me as mãos magoadas por umas boas horas. Ficava sempre com a ideia que nunca ficavam perfeitamente lavados, as costas doiam-me do esforço, demorava um tempão a fazer tudo, a secagem demorava mais e tinha que limpar o chão da água que escorria de vez em quando, era um esforço grande, sou uma fraca… :-) Na segunda casa onde vivi aqui a máquina da roupa era do prédio e tínhamos que partilhar com outra pessoa. Confesso que um dia em que ia pôr roupa a lavar e ela me perguntou se podia pôr a roupa dela com a minha, as minha manias portuguesas (ou quaisquer que sejam) vieram ao de cima, aquilo fez-me confusão, deve ser preconceito. Não queria a minha roupa interior a ser lavada com a dela. Não descansei senão na terceira casa, onde tínhamos máquina da roupa para nós. Nessa não tínhamos forno nem micro-ondas e sobrevivi. O forno fez falta. Agora tenho máquina da roupa e forno com micro-ondas. Percebo que seja uma ideia pouco consumista e aplaudo a tua iniciativa, mas explica, como fazes com a roupa?

  7. vivi mais de 10 anos sem forno e toda a gente perguntava como conseguia.
    Por mim até cozinhava numa fogueirinha, mas sem a máquina da roupa é que não dá… A minha esteve avariada durante uma semana e detestei ter de lavar a roupa à mão.
    A foto está deliciosa (como sempre).

  8. Bem, dou os parabéns a todos aqueles que conseguem abdicar do supérfulo e complicado, do consumismo e comodismo excessivos, uma vida mais simples, sim! Mas a questão da máquina de lavar roupa é que…não sei?! Não trabalhas fora, pois não?

  9. Sendo assim, torna-se tudo muito mais económico! Mas que terás feito de tudo isso ao mudar de casa? E o refrigerador? Vives num prédio comunitário? Ou como na Suíça, uma máquina por prédio a disposição dos habitantes? Tens um lavadoiro? É “attitude”? Estou a adorar :)

  10. e como lavas a roupa? e q cá n conheço infelizmente lavandarias à americana em que podemos ir lavar a roupa, nem lavandarias comuns como na maior parte dos predios nos paises na europa do norte. Claro que há 100 anos não havia máquinas…

  11. ahaha e eu a ler livros sobre ” going green” e come ser amigo do ambiente em casa etc, etc quando nao abdico da tal parafernalia :maquina de lavar, fogao hiper sofisticado e micro-ondas ( mas tenho uma pequena desculpa, a casa nao e minha e ja vinha assim …) quando tu poes tudo em pratica ! fantastico !!
    mas … nao fazes bolos ? :::

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s