As prendas para amanhã

photo
photo
photo
photo
photo

. Uns sapatos a que não resisisti a forrar as palmilhas com tecidos diferentes. Ficam muito mais divertidos e talvez a ajudem a deixar de sair da escola com os sapatos calçados (por si) ao contrário. Confesso que estou com vontade de fazer isto aos meus sapatos também.

. Um micro-bebé numa micro-alcofa. Quem vive praticamente numa oficina de alcofas merece ter uma destas só para si.

. Um livro adorável de Taro Gomi, Já para o banho!, para uma menina que nunca quer ir para a banheira e depois nunca quer sair de lá.

. Uma tiara inspirada nesta coroa e feita com feltros de lã comprados na Retrosaria.

. Uma mochila para substituir a que se estragou e de que precisa para levar as coisas importantíssimas com que quer sempre sair de casa (por exemplo: uma ovelha com uma mini-almofada e uma mini-tapada + um bloco e  uma caneta + 2 livros + um pacote de lenços de papel mesmo sem estar constipada + …). E para trazer cheia da rua (com, por exemplo: 20 folhas de árvore secas + 2 pinhas + 4 paus + um queque embrulhado que eu insisto em deixar-me convencer a comprar e que ela nunca come + 3 postais postalfree muito bonitos, mãe).

K.I.S.S.*

photo
photo
photo
Coisas simples e boas:
. Receber uma pilha de livros com capas lindas. Uns para ler, outros para reler. Devorei o “Um homem não chora” de Luis de Sttau Monteiro e fiquei intrigada — como é que um livro de 1960 que faz uma crítica descarada dos costumes hipócritas e opressivos da sociedade portuguesa da época, passou na censura? Vou investigar.
. Estar sempre a descobrir preciosidades em Lisboa, como as caixas de correio de um consultório médico. Viva a minha máquina fotográfica!
. Contribuir para a felicidade de  meninas pequeninas com alcofas de bonecas divertidas.
* Keep It Simple Stupid

Caixotes e marmelada

photo
photo
Muitas encomendas enviadas ontem = menos caixotes espalhados pelas casa. Uf!
A primeira marmelada deste ano. Para quem pensa que fazer marmelada é um bicho de sete cabeças, como eu pensei durante anos, aqui fica a receita de Marmelada Rápida* que costumo seguir e que resulta sempre bem:
.
1 kg de marmelos preparados
1 kg de açúcar
1 dl de água
.
Lavar os marmelos. Cortá-los aos pedaços, tirando as partes estragadas e os caroços. Pôr na panela de pressão ou numa panela normal. Juntar o açúcar e a água. Ferver 15 minutos, depois de atingida a pressão (na panela de pressão) ou cerca de 45 minutos (numa panela normal tapada). Reduzir a puré com a varinha. Deitar em tigelas cobrindo com papel vegetal molhado em álcool.
* Receita do livro “Conservas, compotas e xaropes” de Maria Emília Abreu Semedo

 

Resultado

A vencedora do sorteio da Collégien é a Sofia, que vai poder escolher o par de pantufas que quiser da enorme colecção da Collégien. Parabéns!

Se não fosse um sorteio, eu escolheria — entre os 103 comentários que aqui foram deixados (obrigada!) — este, do João Milagre, como o mais bonito de todos:

“Vivo numa casa velhinha e por respeito descalço-me e deixo que as rugas da madeira macia acariciem os meus pés.”

Do atelier

photo
photo
photo
_
Três mantas de bebé com almofadas acabadinhas de sair do forno do meu atelier. Uma já se foi mas as outras duas estão disponíveis aqui. Duas já se foram mas uma continua disponível aqui.
— — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — —
Hoje até à meia-noite ainda vão a tempo de participar  no sorteio da Collégien! Amanhã anunciarei o vencedor.
— — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — —

Dos dias

photo
photo
Se há coisa boa no Outono são as folhas caídas das árvores. Eu adoro pisá-las e ouvir-lhes o som seco. A R. inaugura exposições ao ar livre.
Fomos ao Doclisboa e levámos a R. que se estreou numa sala de cinema e aguentou valentemente uma curta e uma longa metragens, sem pestanejar.
Quem não participou no sorteio da Collégien ainda vai a tempo de o fazer até sexta-feira à meia-noite!