Crochet

photophotophotophotophotophoto

À tarde vi, em casa da minha mãe, o lindo tapete que ela fez para a cozinha. Em dez minutos ensinou-me o ponto básico de crochet. Ao serão peguei no cesto dos trapilhos e nas agulhas novas e pus-me a fazer experiências. Às cinco da manhã — quando finalmente consegui obrigar-me a ir para a cama — tinha feito um porta-molas, uma base para chávenas, um cesto perfeito para o Capuchinho Vermelho, um porta-vasos para o cacto da L. e um penduricalho com um guizo dentro a que só me ocorre chamar Trambolho de Natal.
Acabei com quase todo o trapilho que tinha em casa e não consigo parar de me perguntar — mas porque é que eu nunca tinha tido vontade de experimentar fazer crochet? Sinto que abri uma porta enorme. Do lado de lá está um mundo de coisas novas a experimentar. Iupi!

6 thoughts on “Crochet

  1. Em priscas eras minha avó, hoje falecida, tentava me tirar das brincadeiras de menino para o aprendizado de crochetar. Não quiz, hoje lamento… Ainda me habilito… e entendo bem essa maluquice de adentrar pela madrugada com uma tarefa..

    parabéns pelas obritas, vale pelo bem estar do cumprido…
    abçs.
    S.O.
    Rio

  2. Olá! Há dias descobri este blog e de vez em quando consulto.Ainda bem que a a arte de fazer crochet está a progredir. Adoro crochet

  3. Olá!
    Também descobri recentemente o crochet e as coisas girissimas que podemos fazer.
    Parabéns pelas peças que estão fantásticas!
    Bj

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s