A crise ao pequeno-almoço

photo
 …
1. Laranjas, só portuguesas. As da África do Sul, que tenho visto no supermercado, podem ser muito boas, mas para serem comidas na África do Sul, sem terem de mudar de continente.
2. Como tão cedo não farei viagens para o estrangeiro, mato as saudades de Paris com o delicioso pão daqui.
3. Em vez de tomarmos o pequeno-almoço na rua, como às vezes nos apetecia, faço um bolo ou panquecas. Passa logo a parecer dia de festa. A L. é a minha assistente para as panquecas. A R. já é uma especialista no bolo de iogurte.
4. Já não compro jornais todos os dias mas, se não queremos que os jornais impressos acabem (e eu não quero), convém que alguém os compre. E, para mim, continua a ser a melhor forma de ir sabendo do estado do mundo.
5. Combinámos que, pelo menos até Dezembro, não acenderemos os aquecedores. Até lá temos muitas mantas e sacos de água quente espalhados pela casa.
6. O melhor antídoto para a neura que eu conheço: fazer muitas coisas que me dêem prazer. Acabo de descobrir mais uma — o crochet.

10 thoughts on “A crise ao pequeno-almoço

  1. Subscrevo inteiramente :)
    Achei piada ao comentário das laranjas, porque eu, aqui na África do Sul, tenho umas saudades doidas das minhas larajas moscatel, que tenho no jardim da minha casa em Portugal :)

  2. Verdade. Consumir local ! Como ouvi ontem na televisão um director de hotel de Marrocos dizer que o lema daquele hotel é :” What is local is good ! ” . Faz todo o sentido .

  3. Bom post!
    A crise continua mas há-de chegar ao fim, embora não se veja ainda como.
    Entretanto, tens toda a razão, a actividade é a melhor terapia anti-depressão, sobretudo se aprendermos a fazer coisas novas. Parece que também combate o Alzheimer.
    Viva o crochet!

  4. …sabes que complementas muito bem as tuas fotos… Comentários doces como as laranjas portuguesas e gostosos como o pão francês, as panquecas e o bolo de iogurte. Tudo isso temperado com teu amor pela convivência…frais et doux…

    do lado de cá…diariamente, te aguardamos
    carinho
    S.O.
    Rio de Janeiro

  5. Adorei o blog!

    Tenho 20 anos, ainda sou estudantes e filhos não é algo que me passe pela cabeça neste momento. Não tenho muito tempo livre (ou tenho mas uso-o muito mal), mas mesmo assim não pude deixar de gostar do que escreve acerca da sua família e da iniciativa que teve ao criar algo tão fresco. Deu-me vontade de começar a escrever eu mesma um blog sobre algo que realmente me interesse. Entretanto vou continuar sem tempo por isso acho que vou aproveitar para ir admirando o incrível trabalho que tem feito por aqui!

    Por favor continue :)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s