Num dia entro no Palácio Nacional de Queluz e fico deslumbrada com a opulência faustosa dos lustres e das sedas que cobrem as paredes. No dia a seguir fascinam-me os azuis do tule ultra-sintético dos figurinos em preparação para as Marchas de Lisboa.
Sou um mundo de contradições.

2 thoughts on “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s