Amanhã

Se eu tivesse de contar uma coisa sobre mim que é muito diferente na maioria das outras pessoas, diria isto: eu gosto de ver debates e comentários políticos na televisão, leio as páginas de política nacional dos jornais, adoro ler entrevistas e artigos de fundo sobre o assunto e, enquanto trabalho ou faço o jantar, oiço uma rádio que me dá música e notícias em doses iguais.
Muitas vezes acabo furiosa, irritada e a sentir que o mundo é um lugar injusto. Mas esse é o preço a pagar pela tentativa de ter os pés na terra e o olhar atento.
Sinto-me na obrigação — por mim, pelas minhas filhas, pelo mundo — de participar nas escolhas que condicionarão os nossos dias e as nossas vidas. E estar atento, discutir, pensar e ouvir quem pensa, são formas de participação.
Amanhã, faça chuva ou faça sol, estarei na rua a mostrar que estou cá, que estou atenta, que me sinto uma parte importante deste todo que é o nosso país, e que para mim não é igual que se façam as coisas desta ou daquela forma. Há formas justas e outras injustas. Há formas humanas e outras cruéis. Há coisas que se podem suportar, outras não.
Amanhã estarei na rua a mostrar que estou acordada.

9 thoughts on “Amanhã

  1. Acompanhei pelas notícias que foram liberadas pela imprensa e estão de Parabéns!!!!,
    Os jovens e crianças agradecem. Se não se pode fazer de imediato deixemos à eles a possibilidade…

  2. Por aqui, onde vivo os dias de hoje, o que percebo é que as pessoas se preocupam tanto consigo que esquecem do coletivo. Aqui tudo se aceita. São tantos e é como se não fosse nenhum.
    Enfim, as coisas seguem acontecendo numa velocidade estranha. Eu confesso não ter paciência para a política. Ando cansada de ver meia dúzia de homens determinando o amanhã que nunca chega. O hoje é essa ilusão que não se pode tocar, nem mesmo com o imaginário…

    bacio e boa sorte com o amanhã

  3. Concordo e compartilho da primeira parte do “discurso”. Amanhã desejo-vos que mostrem o que pretendem mas atentos à propriedade alheia que devem respeitar (não me refiro a si em particular, naturalmente, mas a uma pequena percentagem de quem se esquece que os outros também têm direitos).

  4. Amanhã, no posso ir. Não irei. Nem eu, nem a minha família. Porque a gasolina é uma exorbitância e que precisamos deste dinheiro para as coisas do dia a dia que urgem.
    Amanhã vou estar atenta, ver e ler através de diversos suportes informáticos. Porque é o que me resta para estar ligada ao mundo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s