2012

photo
photo
Foi um ano mau. E eu quero escrevê-lo aqui porque um dia, quando vier ler os arquivos deste blog, quero ver que soube chamar às coisas aquilo que elas são.
Foi um ano muito difícil. E não me lembro de outro dia 31 de Dezembro em que me apetecesse dizer isto.
Foi um ano com medo. E o medo é a pior de todas as coisas.
Este blog é a minha forma de destacar bocadinhos da parte melhor dos meus dias, da minha vida e da minha cabeça. Faz-me bem porque me dá esperança de que as pequenas boas coisas continuem a acontecer e, espero, pode inspirar da mesma forma outras pessoas. Assim continuará a ser.
Mas este foi um ano mau. Venha outro, por favor.
Anúncios

Natal

photophotophoto
Cá em casa o Natal começa hoje, com o jantar em que juntamos os nossos cinco filhos.
1. Adoro o Calendário do Advento que a Rosa trouxe da escola. Todos os dias descobrimos quem é o novo colega que faz uma careta. Cheira-me que no dia 24 será o professor.
2. Uma das prendas que lhes comprei é um livro gigante, com ilustrações que são pinturas fabulosas. E, sim, às vezes calço meias diferentes porque estou cheia de pressa.
3. Não resisti a comprar para o João uma Mãe Natal dos chocolates Regina, uma reedição acabadinha de aparecer.

Boys

photophoto
Dê o mundo que voltas der há coisas que tendem a não mudar. Pelo menos é o que acontece com as minhas alcofas. Salvo raras excepções, as grávidas que escolhem alcofas para bebés rapazes preferem as azuis.
E até eu (que adoraria a extravagância de um dia fazer uma alcofa cor-de-rosa para um rapaz) acabo por cair no mesmo. Como na hora de fazer uma almofada para o meu único sobrinho.

Quando começo a entrar em parafuso com a falta de tempo, com os prazos todos apertados, com o Natal à porta e o meu pinheiro falso e ecológico ainda dentro da caixa, com as actividades na escola delas e esta casa transformada em fábrica de alcofas… bem, quando as coisas estão assim o melhor é parar e fazer um homenzinho de rolha com cabelo de dracalon. Rio-me sozinha, respiro fundo e lá vou eu tratar das coisas importantes.
Hoje o meu trabalho aparece aqui. Obrigada, Inês Simões.

A Mariana

photo
A Mariana convidou-me para um projecto seu — ainda no segredo dos deuses — e esse foi o pretexto para, finalmente, nos conhecermos ao vivo.
As miúdas adoraram as horas que passámos juntas e eu, sortuda, fiquei com um monte de lindas fotografias de nós as três e da nossa casa. Obrigada, Mariana.
Fotografias: © Mariana Sabido