Rabanetes

Durante anos os rabanetes foram, para mim, aquele vegetal lindo que aparecia, cru, a decorar as travessas dos restaurantes um bocadinho pirosos. Nunca os comia.
Depois deu-se uma revolução na minha forma de comer e a Macrobiótica ensinou-me, entre tantas coisas importantes, que os rabanetes ficam deliciosos se forem cozinhados.
A forma mais simples de o fazer, e a que eu prefiro, é escaldá-los em água a ferver durante uns minutos (poucos — se há coisa que detesto são vegetais demasiado cozidos).
Para quem não gostar deles assim tão simples, também ficam muito bem com um molho de iogurte e coentros.
Na mercearia em que os compro trazem a rama inteira e eu aproveito-a toda, salteada em azeite e alho. Uma delícia, garanto.

9 thoughts on “Rabanetes

  1. Ola Ines: de facto escaldados gosto mais. as folhas costumo saltear e ficam deliciosas. Felizmente por aqui é facil encontrar no AH sobretudo nesta altura em que são mt baratos. Hoje comi os rabanetes com humus em vez de tostas…. delicioso!!!

  2. Gosto da cor e do formato. Do gosto, ergh! demasiado picantes ao meu paladar. Na casa da minha avó era prato regular. Vou escaldá-los…quem sabe….
    Abç.
    S.O
    Rio

  3. Eu também tinha essa ideia… Eram mera decoração nas saladas… até que descobri que eram óptimos para a anemia comecei a comê-los, especialmente na salada, crus. Este ano plantei-os no meu quintal e estou ansiosa por colhê-los!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s